CEO da CTG Brasil é escolhido um dos mais influentes em Energia

O CEO da CTG Brasil, Li Yinsheng, foi homenageado durante a entrega do Prêmio 100 Mais Influentes da Energia, promovido pelo Grupo Mídia e pela Revista Full Energy.

Yinsheng e a CTG Brasil foram reconhecidos na categoria Geração, Transmissão e Distribuição entre outras 300 personalidades e empresas de vários segmentos do setor energético brasileiro. Para a definição dos premiados, houve votação no site da Revista Full Energy, pesquisa de mercado e análise do Conselho Editorial da revista.

“O prêmio reconhece o nosso comprometimento com a eficiência e a nossa gestão pautada pela responsabilidade, ética e transparência. Temos um compromisso de longo prazo com o Brasil e, para nós, é uma honra figurar em uma lista tão respeitada”, afirmou o CEO da CTG Brasil.

O evento, também conhecido como o “Oscar da Energia” no Brasil, foi realizado em São Paulo (SP), dia 6 de dezembro. Na cerimônia, foram homenageadas personalidades que se destacaram em 2018 nas áreas de Gestão, Indústria, Eficiência Energética, Mercado e Negócios, Personalidades Públicas, Qualidade e Sustentabilidade, Referência, Entidades Setoriais e Tecnologia, Pesquisa e Inovação, além de Geração, Transmissão e Distribuição.

Cidades goianas recebem última etapa do “Brincando na Praça”

Neste fim de semana, ocorrem no interior de Goiás as últimas edições de 2018 do projeto “Brincando na Praça”: sexta-feira em Itarumã, sábado em Caçu e domingo em São Simão sempre das 10h às 17h.

A programação, gratuita e aberta à população, contempla atividades como futebol, vôlei, basquete, tênis, peteca, zumba, jogos de tabuleiro, pintura facial, desenho para colorir, cama elástica, brinquedos infláveis, além de cuidados com a saúde, como aferição de pressão arterial, entre outras ações.

Até o momento, o projeto já passou por 20 cidades em seis estados brasileiros: São Paulo, Paraná, Mato Grosso do Sul, Santa Catarina, Minas Gerais e Goiás. A meta inicial para 2018 era beneficiar 10 mil pessoas com as 20 etapas. Porém, de acordo com a organização, o público mobilizado já é de 15 mil pessoas, superando as expectativas.

Além de promover lazer, saúde e bem-estar, o projeto estimula a integração e a ocupação de novos espaços pela população. “Patrocinar projetos culturais, de educação ambiental e de esportes e lazer é uma das formas de participarmos da vida das comunidades nas regiões onde atuamos”, explica Salete da Hora, diretora de Marca, Comunicação e Sustentabilidade da CTG Brasil.
O projeto Brincando na Praça é realizado pela Liga RMC de Esportes e patrocinado pela CTG Brasil via Lei de Incentivo ao Esporte, com apoio das prefeituras locais.
Atividades

Esportivas – Futsal, basquete, tênis, vôlei, peteca e jogos de tabuleiro.
Lazer – Brinquedos infláveis e camas elásticas.
Lúdicas – Pintura facial, desenho, jogos de tabuleiro e brincadeiras tradicionais.
Saúde – Aferição de pressão arterial e aulas de zumba.

Programe-se

14/12 –Itarumã – Ginásio de Esportes Aniceto Domingues da Silva (Av. Domingos de Oliveira França, 177)
15/12 –Caçu – Praça de Eventos (Rua Joaquim Pereira da Silva, S/N)
16/12 –São Simão – Colégio Leopoldo Moreira (Rua 32 com Av. Goiás, S/N)

Peça em Três Lagoas resgata lendas do folclore chinês

Neste domingo, 16, Três Lagoas (MS) recebe o espetáculo teatral “Contos Lá da China”, do projeto Uniarte. A apresentação começa às 19h30 (horário local), na Praça Ramez Tebet, com entrada gratuita e classificação livre. O projeto conta com patrocínio da CTG Brasil, via Lei Rouanet, e é realizado pelo Ministério da Cultura e pela Brigueiro Participações e Serviços Teatrais.

“Contos Lá da China” é baseado em lendas e contos do folclore chinês. Na peça, um mestre de cerimônias do Teatro Chinês relembra histórias milenares da Antiga China para mostrar que, apesar do tempo e da distância, somos povos muito parecidos e buscamos as mesmas coisas: amor e felicidade. Entre as histórias resgatadas pelo mestre está o conto camponês “O Riacho dos Desejos”.

O patrocínio da CTG Brasil viabiliza a circulação do espetáculo por diversos municípios próximos às hidrelétricas operadas pela empresa. A peça estreou em outubro, nas cidades de Cerro Negro (SC) e Abdon Batista (SC), próximas à Usina Garibaldi, e, além de Três Lagoas, há apresentações agendadas para Ilha Solteira (SP), Castilho (SP), Caçu (GO), Itarumã (GO) e Selvíria (MS).

“A CTG Brasil tem um compromisso de longo prazo com o Brasil e investir em cultura é uma maneira de reforçarmos esse compromisso e de colaborarmos para o desenvolvimento do País e das diversas regiões onde atuamos”, ressalta Salete da Hora, diretora de Marca, Comunicação e Sustentabilidade da CTG Brasil.

Novo arquivo histórico da Fundação Energia e Saneamento tem patrocínio da CTG Brasil

O Núcleo de Documentação e Pesquisa da Fundação Energia e Saneamento, que conta com o patrocínio da CTG Brasil, inaugurou sua nova sede em Jundiaí, no interior de São Paulo. O local abriga o maior arquivo histórico sobre energia do País, e foi aberto ao público no próximo sábado, dia 1º. Instalado no edifício de uma antiga subestação de energia, o núcleo tem como objetivo preservar a história dos setores de energia e de saneamento no Brasil.

“Ao longo de 20 anos de Fundação, mais de 6 mil pesquisadores passaram pelo nosso acervo. Na palestra, abordaremos os trabalhos mais interessantes, relevantes e curiosos. Sempre à disposição pesquisadores, o arquivo seguirá subsidiando importantes pesquisas relacionadas a energia e saneamento, mas também a temas ligados ao processo de urbanização e industrialização do Estado de São Paulo”, adianta Maria Fernanda.

“Estamos no Brasil há 5 anos e para nós é uma satisfação já fazer parte da história do setor elétrico no País. Somos responsáveis por muitas usinas que têm grande valor histórico, como Ilha Solteira e Jupiá, por exemplo. Para construir o futuro precisamos preservar o passado, e patrocinar a Fundação Energia e Saneamento é uma maneira de colaborarmos para que essa memória seja cuidada”, ressalta Salete da Hora, diretora de Marca, Comunicação e Sustentabilidade da CTG Brasil.

O acervo é formado pela documentação das empresas de energia paulistas, que incluem coleções particulares de profissionais que atuaram no setor de energia. Além disso, o acervo integra um vasto patrimônio histórico gerado ao longo de mais de 100 anos de implantação e desenvolvimento da energia elétrica no país. E há mais: é composto por mais de 1.600 metros lineares de documentos técnicos e gerenciais, 260 mil documentos fotográficos, cerca de 3.500 objetos museológicos, 50 mil títulos na biblioteca, além de documentos cartográficos, audiovisuais e sonoros, reunidos a partir de meados do século XIX.

O Núcleo de Documentação e Pesquisa é aberto ao público geral e recebe a visita, anualmente, de dezenas de pesquisadores nacionais e estrangeiros, oferecendo atendimento e cessão de uso de imagens. Lembrando que, para o acesso ao acervo, é necessário o agendamento pelo e-mail pesquisa@energiaesaneamento.org.br ou pelos telefones (11) 3395-5508 e (11) 3224-1489.

Além do espaço físico, interessados de outros estados podem conferir parte do acervo digital no site www.energiaesaneamento.org.br/acervo.

Onde: Rua Barão de Jundiaí, 202 – Centro – Jundiaí (SP)
Informações: (11) 3395-5508 ou http://www.energiaesaneamento.org.br
Inscrição por e-mail pesquisa@energiaesaneamento.org.br ou telefone (11) 3395-5508 / 3224-1489

Inauguração será dia 23. Investimento feito pela CTG Brasil permite melhorar estrutura e ampliar atrações do parque

Patrimônio natural de Santa Catarina, o Parque Estadual Rio Canoas (PAERC), antes com acesso restrito a grupos de estudantes para pesquisas, poderá agora ser visitado pela população em geral. A inauguração ocorreu dia 23 de novembro e dia 24 o parque foi aberto para visitação. A entrada é gratuita e o horário de funcionamento é das 9h às 17h, de quarta a sexta-feira; e das 13h às 17h, aos sábados e domingos.

A CTG Brasil, terceira maior geradora de energia do Brasil, por meio de recursos de Compensação Ambiental, ajudou a estruturar o parque. A compensação tem como base o termo de compromisso firmado entre a Rio Canoas Energia e a Fundação do Meio Ambiente (FATMA) para emissão da Licença Ambiental de Instalação da UHE Garibaldi, em Abdon Batista (SC), usina que é operada pela CTG Brasil.

Para nós, colaborar com a reestruturação e abertura do parque é motivo de satisfação, além de ser uma maneira de reforçarmos o nosso relacionamento com as comunidades nas regiões em que atuamos e de participarmos da vida delas de forma positiva, explica Aljan Machado, diretor de Meio Ambiente, Saúde e Segurança, Patrimônio e Qualidade da CTG Brasil.

Os investimentos da empresa permitiram a compra de um veículo 4×4 para o parque, equipamentos de monitoramento e pesquisa (GPS, armadilhas fotográficas, computadores, rádios, etc), contratação de serviços para extensão da rede elétrica e terraplanagens, construção de um Centro de Visitantes equipado com laboratório, auditório, copa e acomodações para pesquisadores, e melhorias em áreas de estacionamentos. A Brasiltambém cuidou da escolha de fornecedores, compras e logística de entrega de produtos e equipamentos ao parque e foi responsável pela contratação da ONG Grimpeiros, que fará a cogestão do PAERC por 24 meses junto com o Instituto de Meio Ambiente (IMA) de Santa Catarina.

“Também está em andamento o processo para a abertura de 4 km de uma nova trilha ecológica e uma torre de contemplação do Rio Canoas no interior do parque”, explica André Stank, coordenador de Meio Ambiente e Patrimônio da UHE Garibaldi.

Localizado no distrito de Ibicuí, no município de Campos Novos, o Parque Estadual Rio Canoas possui uma rica e exuberante biodiversidade, distribuída em mais de 4 mil hectares de áreas protegidas entre corredores ecológicos, áreas de preservação permanente e reservas legais, sendo que 1.100 hectares são de área de proteção permanente exclusiva do parque.

O parque é formado por uma vegetação nativa composta por araucárias, cedros, canela, angico, entre outras espécies de Mata Atlântica. Paredões rochosos, cânions e samambaias completam o cenário. Entre os animais, há desde espécies ameaçadas de extinção, como a onça-parda, o macaco-prego e o tamanduá, até aves como o papagaio-da-serra e o papagaio-de-peito-roxo, cuja sobrevivência está diretamente atrelada às araucárias.

Outros animais que podem ser observados durante um passeio no parque são veados, quatis, esquilos, cutias, macucos, jacutingas, arapongas, entre outros. “O parque tem papel vital na conservação dos recursos hídricos, no equilíbrio da fauna e da flora, além de ser um espaço para educação ambiental e contato direto com a natureza”, explica a bióloga Leila Denise Alberti, coordenadora de Unidades de Conservação do IMA.

A estrutura do PAERC será destinada a atividades de educação ambiental, sustentabilidade e pesquisa, bem como atividades recreativas ao longo das trilhas entre lagos naturais e em meio à vegetação nativa.

“O parque está sendo adequado para receber melhor pesquisadores e estudantes com projetos voltados a educação ambiental, bem como a comunidade, que tem interesse pela visitação a um local tão preservado e agradável”, completa Machado.

Serviço
Parque Estadual Rio Canoas (PAERC). Inauguração no dia 23/11, às 13h30.
Horário de visitação: De quarta a sexta-feira, das 9h às 17h; sábados e domingos, das 13h às 17h. Entrada gratuita. Grupos maiores, como escolas, universidades, entidades públicas e privadas, devem agendar a visita pelo telefone (49) 99836-4969 ou pelo e-mail grimpeiro.paerc@gmail.com.

CTG Brasil se associa à ABEEólica e à ABSOLAR

A CTG Brasil anuncia nesta semana sua adesão a duas das mais importantes entidades do setor de geração de energia elétrica do País, a Associação Brasileira de Energia Eólica (ABEEólica) e a Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (ABSOLAR). As parcerias reforçam o compromisso da empresa de contribuir com a produção de energia limpa e a construção de um futuro sustentável.

Fundada em 2002, a ABEEólica é uma instituição sem fins lucrativos que congrega e representa a indústria de energia eólica no País, incluindo empresas de toda a cadeia produtiva. A associação contribui, desde sua fundação, para o desenvolvimento e reconhecimento da energia eólica como uma fonte limpa, renovável, de baixo impacto ambiental, competitiva e estratégica para a composição da matriz energética nacional.

A ABSOLAR é uma pessoa jurídica de direito privado sem fins lucrativos que congrega empresas de toda a cadeia produtiva do setor fotovoltaico (FV) com operações no Brasil. Fundada em 2013, a entidade coordena, representa e defende o desenvolvimento do setor e do mercado de energia solar fotovoltaica no Brasil, promovendo e divulgando a utilização das tecnologias no País.

Mais de mil competidores participam da Corrida Pelo Verde neste domingo em Ourinhos

Mais de mil competidores são esperados para a 8ª etapa da Corrida Pelo Verde, que ocorre neste domingo, dia 11 de novembro, em Ourinhos. As inscrições foram encerradas no último dia 4, com 1.002 pessoas inscritas, mas a organização abriu 300 novas vagas, que poderão ser preenchidas durante entrega dos kits, no sábado, dia 10, das 10h às 16h, no Ginásio de Esportes da cidade.

As provas da Corrida pelo Verde em Ourinhos terão percursos de 5 km para caminhada e de 5 km e 10 km para corrida.

Cada inscrito receberá um kit contendo sacola ecológica, número de peito, camiseta do evento e uma barra de cereal. No caso da corrida, também serão entregues um chip eletrônico, que cronometrará o tempo de prova de cada atleta.

A largada no domingo será às 8h, na Avenida Miguel Cury (ao lado do Campo de Futebol), no bairro Nova Ourinhos. Um posto de arrecadação de alimentos funcionará no ponto de partida para que os atletas possam participar de uma ação solidária, doando 1kg de alimento não perecível. Os alimentos arrecadados serão repassados a instituições de Ourinhos.

A Corrida pelo Verde é patrocinada, via Lei de Incentivo ao Esporte, pela CTG Brasil, empresa que administra e opera oito usinas no rio Paranapanema, incluindo as hidrelétricas Salto Grande, Chavantes, Jurumirim e Canoas I e II, localizadas na região ourinhense. O projeto é realizado pela Associação Paraolímpica de Campinas (APC), com apoio das prefeituras.

Pelo Verde
Segundo Daniel Oliveira, da 3S Projetos, empresa responsável pela organização da Corrida Pelo Verde, o projeto promove não só a prática esportiva, mas também conscientiza a população para a preservação ambiental. Por conta disso, o evento será abastecido por energia solar, gerada a partir de um veículo adaptado com placas fotovoltaicas, sempre estacionado nos locais de provas. “Utilizando energia limpa, buscamos chamar a atenção da população para as diferentes formas de cuidar do meio ambiente e ser a favor do verde”, afirma.

Para a diretora de Marca, Comunicação e Sustentabilidade da CTG Brasil, Salete da Hora, o projeto vai ao encontro dos valores da empresa, que gera energia limpa, com investimentos em 17 hidrelétricas e 11 parques eólicos, em 10 estados brasileiros. “Apoiamos iniciativas comprometidas com o meio ambiente e o bem-estar das pessoas. A Corrida pelo Verde, assim como outros projetos patrocinados pela CTG Brasil, é também uma forma de nos relacionarmos com as comunidades vizinhas das nossas usinas”, comenta.

Aparecida do Taboado e Santa Fé do Sul recebem o “Brincando na Praça” neste fim de semana

O projeto “Brincando na Praça” desembarca neste fim de semana em mais duas cidades: sábado, dia 10 de novembro, em Aparecida do Taboado (MS), na Praça Poliesportiva Aparecida Pimenta Queiroz; e domingo, dia 11, em Santa Fé do Sul (SP), na Praça Salles Filho (praça central). Nas duas cidades, a programação acontece das 10h às 17h.

Aberto a toda a população, o Brincando na Praça oferece uma programação gratuita com atividades esportivas, recreativas e de lazer como futebol, vôlei, basquete, tênis, peteca, zumba, jogos de tabuleiro, pintura facial, desenho para colorir, cama elástica, brinquedos infláveis, além de cuidados com a saúde, como aferição de pressão arterial, entre outras ações.

O projeto é realizado pela liga RMC de Esportes e patrocinado pela CTG Brasil via Lei de Incentivo ao Esporte, com apoio das prefeituras locais.

“Patrocinar projetos culturais, de educação ambiental e de esportes e lazer é uma das maneiras da CTG Brasil reforçar sua responsabilidade socioambiental”, explica Salete da Hora, diretora de Marca, Comunicação e Sustentabilidade.

Atividades do Brincando Praça

Esportivas – Futsal, basquete, tênis, vôlei, peteca e jogos de tabuleiro.
Lazer – Brinquedos infláveis e camas elásticas.
Lúdicas – Pintura facial, desenho, jogos de tabuleiro e brincadeiras tradicionais.
Saúde – Aferição de pressão arterial e aulas de zumba.

Exposição em Itaí leva o público a uma viagem pelo Rio Paranapanema

A exposição “Rastreando o Paranapanema” chega a Itaí nesta quinta-feira (8/11). Até o dia 17 deste mês, o público poderá conferir, na Câmara Municipal, imagens captadas pelo piloto de aventuras Lu Marini durante expedição pelo rio Paranapanema.
Na mostra, o visitante é convidado a embarcar em uma viagem pela extensão do rio Paranapanema, considerado o mais limpo e um dos mais importantes do estado de São Paulo. Além de fotografias, a exposição reúne os equipamentos de voo utilizados pelo piloto. No local, o público também é convidado a assistir a um documentário sobre o rio.
Nesta quinta-feira, às 10h, Lu Marini ministra uma palestra sobre a aventura para alunos da Escola Estadual João Michelin.
Em 2016, Lu Marini explorou o Paranapanema durante 15 dias, começando pela região de Capão Bonito e terminando no município de Rosana, onde o rio encerra seu curso e desagua no Paraná. Ao todo, ele percorreu 987 quilômetros, passando por 18 cidades e somando 32 horas de voo, além de vivenciar experiências e ouvir relatos de moradores às margens do rio.
O projeto, desenvolvido pela Fly Comunicação, conta com patrocínio da CTG Brasil por meio do Programa Nacional de Apoio à Cultura (PRONAC).

Outras cidades
A exposição “Rastreando o Paranapanema” teve início no dia 15 de outubro, em Ourinhos. Depois de Itaí, a mostra itinerante segue para Paranapanema, última cidade da programação 2018, onde fica entre os dias 20 e 29 de novembro.

O piloto
Diretor, produtor e protagonista de diversos documentários para a TV, entre eles as séries de expedições “Rastreando” e “Pousos e Decolagens”, Lu Marini é piloto e instrutor máster de paramotor, recordista continental de altitude e o único piloto do mundo a sobrevoar um vulcão em atividade (Popocatépetl, no México). Já formou mais de 450 pilotos nos últimos anos e também é instrutor da Tropa de Elite da Marinha do Brasil.

Serviço
Rastreando o Paranapanema. De 8 a 17 de novembro, na Câmara Municipal de Itaí (Rua Tapy de Almeida, 625, Centro), em Itaí. Horário de visitação: segunda a sexta, das 8h às 18h. Gratuito.

Inscrições para Corrida Pelo Verde terminam no domingo

Encerram-se neste domingo, dia 4, as inscrições para a 8ª etapa da Corrida Pelo Verde, que ocorre dia 11 de novembro, em Ourinhos. As provas terão percursos de 5 km para caminhada e de 5 km e 10 km para corrida. As inscrições deverão ser feitas pela internet, no site www.corridapeloverde.com.br/etapa08.

Cada inscrito receberá um kit contendo sacola ecológica, número de peito, camiseta do evento e uma barra de cereal. No caso da corrida, também serão entregues um chip eletrônico, que cronometrará o tempo de prova de cada atleta. Os kits deverão ser retirados no dia 10 de novembro, das 10h às 16h, no Ginásio de Esportes – Avenida do Expedicionário, 1.549, Jardim Matilde.

No dia 11, a largada será às 8h, na Avenida Miguel Cury (ao lado do Campo de Futebol), no bairro Nova Ourinhos. Um posto de arrecadação de alimentos funcionará no ponto de partida para que os atletas possam participar de uma ação solidária, doando 1kg de alimento não perecível. Os alimentos arrecadados serão repassados a instituições de Ourinhos.

A Corrida pelo Verde é patrocinada, via Lei de Incentivo ao Esporte, pela CTG Brasil, empresa que administra e opera a hidrelétrica de Salto Grande, na região ourinhense. O projeto é realizado pela Associação Paraolímpica de Campinas (APC), com apoio das prefeituras.

Pelo Verde
Segundo Daniel Oliveira, da 3S Projetos, empresa responsável pela organização da Corrida Pelo Verde, o projeto promove não só a prática esportiva, mas também conscientiza a população para a preservação ambiental. Por conta disso, o evento será abastecido por energia solar, gerada a partir de um veículo adaptado com placas fotovoltaicas, sempre estacionado nos locais de provas. “Utilizando energia limpa, buscamos chamar a atenção da população para as diferentes formas de cuidar do meio ambiente e ser a favor do verde”, afirma.

Para a diretora de Marca, Comunicação e Sustentabilidade da CTG Brasil, Salete da Hora, o projeto vai ao encontro dos valores da empresa, que gera energia limpa, com investimentos em 17 hidrelétricas e 11 parques eólicos, em 10 estados brasileiros. “Apoiamos iniciativas comprometidas com o meio ambiente e o bem-estar das pessoas. A Corrida pelo Verde, assim como outros projetos patrocinados pela CTG Brasil, é também uma forma de nos relacionarmos com as comunidades vizinhas das nossas usinas”, comenta.