Citenel2017_CTGBrasil

Projeto de P&D da CTG Brasil conquista prêmios no CITENEL 2017

Um protótipo de veículo aéreo não tripulado (VANT ou drone) para o monitoramento remoto de reservatórios de usinas hidrelétricas criado pela CTG Brasil conquistou dois importantes prêmios no IX Congresso de Inovação Tecnológica em Energia Elétrica (CITENEL), que aconteceu entre 2 e 4 de agosto em João Pessoa (PB).

Desenvolvido pelas áreas de Pesquisa e Desenvolvido (P&D) e de Meio Ambiente e Patrimônio da CTG Brasil em parceria com a Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) e a Fundação de Apoio e Desenvolvimento ao Ensino, Pesquisa e Extensão (FADEPE), o projeto foi eleito o “Melhor Produto em Exposição” e o “Melhor Trabalho Técnico em Pesquisa e Desenvolvimento”.

Promovido pela Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL), o CITENEL é o maior evento para que empresas de energia como a CTG Brasil divulguem suas inovações tecnológicas. Foi a primeira vez que a CTG Brasil participou do evento.

Um grande destaque do projeto foi o desenvolvimento de um produto com tecnologia nacional, tornando sua aquisição e manutenção mais vantajosa economicamente para os geradores de energia hidrelétrica do Brasil. Os drones poderão facilitar o monitoramento ambiental e patrimonial dos reservatórios. Entre os diferenciais do protótipo em desenvolvimento pela CTG Brasil e seus parceiros está a capacidade de realizar pousos de forma autônoma, mesmo em alvos em movimento. Além disso, esse VANT é híbrido (com motores movidos por combustão combinados com elétricos) que propicia elevado tempo de voo e notável capacidade de carga.

“Além de grande orgulho, obter esse reconhecimento já em nossa primeira participação no CITENEL é uma confirmação de que nossos projetos de P&D estão no caminho certo e poderão beneficiar o setor de energia do país. Como estamos desenvolvendo um produto com conteúdo nacional, também ajudaremos a incentivar outras indústrias”, afirma Ivan Toyama, gerente adjunto de patrimônio imobiliário da CTG Brasil.

Orçado em R$ 1,6 milhão, o projeto está atualmente em fase de finalização. A previsão é de que o VANT comece a operar nas atividades de monitoramento das bordas dos reservatórios a partir de 2018.

A CTG Brasil apresentou outros três projetos de P&D durante o evento: “Avaliação de Custo-Benefício de Programas Socioambientais no Entorno de Usinas Hidrelétricas”; “Controle da infestação do Mexilhão Dourado por silenciamento genético” e “Desenvolvimento de Concentradores Solares Fotovoltaicos”.