Uniarte estreia nova contação de história

O projeto Uniarte prepara mais uma edição da Manhã Literária em Ilha Solteira, com a contação da história “O Rouxinol e o Imperador”, na sexta-feira (28), a partir das 9h, na Biblioteca Municipal Assis Chateaubriand. O projeto é realizado pela Brigueiro Participações e Serviços Teatrais, com patrocínio, via Lei Rouanet, da CTG Brasil – empresa que opera a hidrelétrica Ilha Solteira.

“O Rouxinol e o Imperador” conta a história de um imperador que adora colecionar objetos preciosos e belezas naturais, e se encanta com o canto de um rouxinol. No entanto, quando ele ordena que capturem a ave para que só ele possa apreciar seu canto, o rouxinol deixa de cantar. Revoltado, o imperador prende-o no porão como castigo e, partir daí, sua vida e de seus súditos não serão mais as mesmas. “O Rouxinol e o Imperador” é baseada na clássica história do autor e poeta dinamarquês Hans Christian Andersen.

“Com a nova contação de história, temos a oportunidade de mostrar a evolução dos alunos do projeto Uniarte como artistas, produtores e seres humanos. E o apoio da CTG Brasil é fundamental para o crescimento desse trabalho”, avalia Paulo Jordão, coordenador geral do projeto. “O Rouxinol e o Imperador” tem direção-geral de Paulo Jordão, orientação de atores de Melissa Nascimento, produção musical de Bruno Rodrigo Nogueira e coreografia de Gabriela Arriagada. No elenco, Ayla Camillo, Beatriz Aranha, Brian Costa, Jhúlia Vitória Santos, João Arthur Nunes, Laura da Hora, Luana Guimarães, Lucas de Lima, Quézia Rodrigues e Rafaela Barreto.

O projeto Uniarte também prepara o espetáculo teatral “Contos Lá da China”. O patrocínio da CTG Brasil viabilizará a apresentação da peça, no final do ano, em oito cidades vizinhas de hidrelétricas operadas pela empresa: Ilha Solteira e Castilho, em São Paulo; Três Lagoas e Selvíria, no Mato Grosso do Sul; Caçu e Itarumã, em Goiás; e Cerro Negro e Abdon Batista, em Santa Catarina.

De acordo com a diretora de Marca, Comunicação e Sustentabilidade da CTG Brasil, Salete da Hora, a companhia participa da vida das comunidades próximas de seus empreendimentos também por meio dos projetos culturais que apoia. “As Manhãs Literárias são importantes tanto para o Uniarte, que as realiza, quanto para as crianças, que as recebem. Já o espetáculo baseado no folclore chinês representa, ainda, uma oportunidade de intercâmbio cultural entre Brasil e China, o que também é muito gratificante para nós”, comenta.